Corpus Christi
Passo a passo... pouco a pouco... e o caminho se faz... ... e nos assemelhamos ao Verbo feito Carne...
Ir. Andréa dos Santos Lourenço Discípula de Jesus Eucarístico
Nós, pessoas humanas, vamos sendo constituídas como tais, ao longo do nosso caminhar existencial. “ FAÇAMOS ”! Uma obra iniciada, mas não concluída, acabada. A pessoa humana não nasce pronta, se faz! A Trindade, num diálogo aberto se propõe: “FAÇAMOS” ! A mesma Trindade nos propõe que “ FAÇAMOS ” junto com ela: “ E Deus os abençoou e lhes disse: ‘Sejam fecundos, multipliquem-se, encham a terra e submetam a terra; dominem... ” (Gn 1,28ss). DOMINAR , ser senhores, fecundos, cultivando a vida = é esta a nossa parte no FAÇAMOS dirigido a nós. É um fazer que se dá no percurso, no caminho, juntamente com Ele. “ Jesus se aproximou e começou a caminhar com eles ” (Lc 24,15) O caminho é o lugar por excelência do DISCIPULADO . Somos DISCÍPULAS e DISCÍPULOS de um Deus que se põe a caminho e no caminho por nós e conosco. Há um “FAÇAMOS” ... Mas há também um “ E o Verbo se fez Carne – fez-se um de nós – e habitou entre nós. Armou a sua tenda, a sua barraca entre as nossas ” (Jo 1,14). Na encarnação do Verbo na realidade do caminhar humano, temos a maior prova de amor de Deus por nós. Nosso Deus é um DEUS-PEREGRINO – Um Deus que se faz peregrino de nós! “Caçador de nós”. Um Deus à nossa procura. Como ele sabe que o nosso habitat é o caminho, então ele se põe no caminho onde estamos. Ele sabe que é aí que irá nos encontrar. E o Verbo se fez Carne. E o Verbo assume a nossa carne. E o Verbo nos dá a SUA Carne como ALIMENTO: “ Tomai e comei... Tomai e bebei... ” O que significa tomar e comer a carne? Significa tomar e comer. EXISTÊNCIA. Comer = ASSIMILAR = ASSUMIR . E é por isto que ele continua: “ Fazei ISTO em memória de mim ” O que significa fazer ISTO ? O que é este ISTO ? Significa transformar a própria existência neste ISTO . O Verbo se fez Carne. Assumiu a nossa carne e a revestiu da sua. Agora somos convidados a encarnar na nossa própria existência todas as realidades com as quais o Verbo enriqueceu esta carne assumida por ele. ... E o Verbo se fez Carne... ... E a pessoa humana acolhe a carne do Verbo em si e se transfigura no Verbo. É este o convite que nos é feito por Paulo quando ele nos pede que nos configuremos a Cristo. Onde isto acontece? No caminho. Nos caminhos da humanidade, como nos relata Lucas em sua composta Obra – Evangelho e Atos – peregrinando junto ao Verbo ele vai nos constituindo Discípulos e Discípulas. O caminho de Jesus e o nosso caminho são o único e mesmo caminho no qual Deus Pai vai realizando conosco e em nós a nossa salvação. Ao longo do caminho, o Pão Eucarístico do qual nos alimentamos vai nos ajudando a memorar o “ FAZEI ISTO ”, atualizando a atividade do Mestre no cotidiano de cada tempo da história, configurando-nos a ele, assumindo os seus sentimentos e projetos, como nos orienta Paulo e nos pede o Concílio Vaticano II: As alegrias e as esperanças, as tristezas e as angústias dos homens de hoje, sobretudo dos pobres e de todos os que sofrem, são também as alegrias e as esperanças, as tristezas e as angústias dos discípulos de Cristo. (GS 1).